vá para o meu novo blog

vá para o meu novo blog
e seja abençoado!

pular introdução

Para deixar o seu recado clique Contact Us

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

A melhor profissão do mundo


A Melhor profissão do mundo

Outro dia eu estava realizando um debate em um programa de rádio, quando recebi do interlocutor uma curiosa pergunta:

“Qual o conselho que o senhor daria para uma pessoa que quer entrar na policia militar?”

Para responder esta pergunta tive refletir e como eu estava ao vivo respondi com frases feitas e jargões da nossa Corporação Policial Militar. Falei na verdade sobre o que a pessoa não deve esperar ao ingressar na PM. Ficou bem legal, mas, depois comecei a pensar, logo depois, sobre o que realmente é ser policial militar, esta reflexão me levou a escrever este texto.

O que é ser PM?

Exite uma canção que responde sem nada dizer ou dizer tudo:

...”é sobretudo uma razão de ser”.

Ao tentar responder gastaria de dizer, inicialmente, que ser policial militar de verdade, é uma profissão para quem não gosta de rotina. A vida profissional do PM é de constante surpresas, mas extremamente empolgante...

Aristóteles disse: “A nossa vocação reside onde se cruzam os talentos e as necessidades do mundo.”

Poder conhecer pessoas novas todos os dias;.....

Lidar com dificuldades das pessoas;....

Estar a cada minuto a um instante de encontrar uma situação de adrenalina pura;... (perseguções, troca de tiros, socoros ás pessoas, auxilio a outros policiais e etc.)

Estar cada dia com uma demanda diferente de pessoas de classes diferentes e com situações imprevisíveis codidianamnte, é extremamente estimulante.

Uma das coisas mais interessantes na profissão, porém, é o fato de que podemos exercitar os valores verdadeiros do nosso caráter. Dentre eles eu gostaria de detacar a justiça, sinceridade, respeito, contribuição e a disciplina. Valores que transcendem as culturas, as civilizações e realmente fazem parte do nossa vida de todo policial.

Eis como tais valores se manifestam em nossa profissão:

Justiça – a atuação do policial militar esta fundamentada em idéias de justiça, com um juramento de ingresso onde o policial promete defender a sociedade mesmo com sacrifício da própria vida. Esta pessoa se vê no dia-à-dia em situações onde o julgamento justo e a atuação ilibada são fundamentais, não só no que respeita aos seus companheiros de farda mas também no que se refere às pessoas a quem o serviço policial, prestado, se destina.

Justiça na vida do policial é mais do que um valor a ser exrecitado, ser justo é um anseio do homem como pessoa, a noção de justiça é incravada em nós por Deus e é na policia que este valor tanto se manifesta na sociedade nos desenvolve como pessoa.

E como conciliar os valores cristão com a questão de que eventualmete poderá haver em um confronto a morte? Esta é uma das questões com a qual tenho me deparado sempre, desde que ingressei na Corporação. Na minha opinião, em consonancia com a Biblia, que creio é a Palavra de Deus - e assim um guia para todos os dilemas da vida – toda autoridade é instituida por Deus, e policial assim se coloca diante da sociedade. Nesta pocisão, investido que está por Deus e pela sociedade, ele exerce a justiça de Deus, que presnde-se aos ditames da sociedade. Na PM existe um lema de SERVIR E PROTEGER. Este serviço e proteção existem em razão da sociedade e é esta unica legitimidade que possui para agir. A lei é o limite da atuação do PM. Assim em caso especiais, poderá reagir e as consequencias serão sempre n amedida de da sua reação.

Sinceridade – Em uma estreita relação com honestidade, a probidade e autenticidade dos propósitos o policial confronta-se a todo instante consigo mesmo e é treinado para policiar-se a cada dia identificando-se com os valores mais intinos no cumprimento de sua missão.

Não é necessario falar que a verdade é o grande baluarte de valor em todos os lugares ou profisões.

Respeito – Desde que ingressa na carreira o valor de respeito aos pares, superiores, semelhantes ou não é muito estimulado. Não são raras as manifestações de pessoas que desenvolveram e outras que só conheceram o significado desta palavra quando ingressaram na policia. Muitas vezes este não é um valor estimulado no seio das famílias e por isto é valor estimulado na carreira.

Contribuição – Muito conhecido com o nome de companheirismo, especialmente na policia militar, este valor é um dos valores bastante usado na melhor profissão do mundo, pois é no dia-a-dia, no serviço é que este valor é provado e confirmado pois em atuação, sempre um dependerá do outro, não só em operação mas no dia a dia. Por outro lado é daí que surge o espirito de corpo positivo, por conta de um alto nível de pertencimento.

Outra condição que acho importante abordar é a disciplina, gostaria de abordar com um enfoque novo de disciplina.

Dentro desta idéia a disciplina não é algo que funcione de fora para dentro como costumamos ver. Quero chamar atenção para outra forma de disciplina, interiorizada onde o sacrifício tem lugar quando fazemos o necessário para desenvolvermos a nossa profissão. A disciplina, assim entendida, aceita a disposição de mergulhar totalmente nela. Diante das dificuldades da profissão, dos naturais desetimulos, uma pessoa sem esta disciplina poderá dar lugar a falta de esperança. A disciplina porém, nos estimula mesmo assim. Para alguns a felicidade pode ser definida como a capacidade de subordinar o que desejamos agora ao que desejamos no final. Este sacrifício pessoal, o processo de subordinar o prazer de hoje a um prazer maior, a longo prazo, é o se entende por disciplina. Exitem muitias pessoas que equiparam idéia de disciplina à falta de liberdade, a noção da obrigação de mortifica a esponteniedade. Na verdade concluir que não há liberdade quando “temos que fazer” algo, afinal “afinal temos que fazer algo que eu tenha vontade” “quero ter liberdade e não um dever”.

Mas quero afirmar que o oposto é que é verdadeiro. APENAS PESSOAS DISCIPLINADAS SÃO REALMENTE LIVRES. Acredito inclusive, que a disciplina é uma das características mais marcantes da pessoas bem-sucedidas e felizes profissionalmente. Cada dia de trabalho se torna um longo baile a fantasia, vitso que as pessoas passam este dia criando cortinas de fumaça, em geral passam o dia arrumando desculpas pois não têm foco na disciplina. Os contratempos são inevitáveis, a infelicidade é uma escolha.

Uma máxima resumiria bem isto: “quem quer fazer arruma jeito quem não quer inventa uma desculpa”.

Por fim gostaria de dizer que poder sentir-se útil por estar integrado a um sistema maior que objetiva a segurança pública, modernamente chamada de segurança do cidadão, fazer parte da policia cidadã, é sem dúvida algum muito estimulante e atraente. O que na verdade ocorre hoje é que nós policiais militares precisamos compreender que a sociedade que queremos amanha é construída hoje com as nossas atitudes. Que se existe algo que definitivamente não podemos mudar é o nosso passado. E que o futuro é fruto de nossas escolhas hoje, assim como o nosso presente é conseqüência direta de nossas escolhas do passado. Estas frases e jargões traduzem uma grande verdade no que diz respeito a profissão policial militar. Podemos sonhar com uma policia profissional, de auto-estima elevado, respeitada na sociedade, de uniformes excelentes, e salário compatível com realidade nacional. Para isto porém precisamos o quanta antes realizar hoje ações proativas que nos induzam as qualidades que quemos no futuro. Confiança e respeito não encontradas em prateleiras, são conquistadas com trabalho duro respeito aos anseios da população, já que são uma via de mão dupla. Profissionalismo almejado só vira com ações, realizadas agora de valorização ao ensino a instrução, ao estudo ainda que realizado fora da Corporação como faculdades e cursos de especialização. Este é um investimento caro de retorno prazo mais dilatado. A auto estima é conseqüências de ações de valorização do material humano. Esta valorização deve iniciar ainda no ingresso. O trato com respeito sem desigualdades, influenciará diretamente na auto-estima da classe policial militar. Os turnos de folga e serviço são também importância fundamental para do repeito ao público interno, é necessária uma adequação que inclua o PM no mesmo nível dos outros profissionais da área da segurança do cidadão. A questão do uniforme é talvez a mais simples e já tem solução encaminhada e também melhor a imagem e auto-estima do Policial. Salves o mais difícil seja a que diz respeito aos salário. Historicamente existe um queda de braços com os governantes. Esta divergência entre o que o PM acha deve receber e o que o governante pode pagar. Tem origem na própria função do PM considerada subalterna. Passa pela falta de trato profissional as questões que tocam na imagem, como a condução de ocorrências desastrosas, nos enterros dos policiais militares, na propaganda dos concursos de ingresso, etc.

Importante frisar: O PASSADO É SENTEÇA DA QUAL NÃO CABE RECURSO, MAS O FUTURO É UM PROCESSO EM SEU INICIO, PRONTO PARA SER ENCAMINHADO!

Cada ocorrência atendida, cada telefonema de solicitação, cada despacho de viatura, leva uma marca. Esta pode ser da qualidade de excelência que queremos para o nosso futuro. Ou poderá carregar o peso de uma história de no mínimo falta de postura profissional.

Tudo que agente não deixa a gente carrega. Precisamos e podemos construir uma nova polícia, deixando o que existe e considerando como passado a ser deixado e buscando produzir um futuro promissor!

Façamos a nossa parte!

Busquemos a excelência!

Construamos um futuro brilhante para a Polícia Militar!

Um comentário:

Mirtes disse...

Parabéns!!!
Conseguiu, em um comentário, expor seus sentimentos pelo seu trabalho.E comparando-a com a disciplna do Senhor, de acordo com a Palavra de Deus. É perfeito. Gostaria que toda corporação lêsse seu artigo. Uma benção!
Fica na paz.